30 de out de 2015

Agir como uma mulher é algo ruim? Ser uma mulher é algo ruim?


Olá pessoal, já faz um tempo que quero escrever sobre esses assuntos, quem me acompanha no meu perfil do facebook, sabe dos meus textos e das minhas publicações. Vamos começar com uma tema que todos conhecem, o machismo. Se vocês ficam bastante no facebook ou entram nos comentários de algumas postagens, os famosos "zoadores" se acham os fodões e vivem comentando transfobia, machismo, misoginia, homofobia, lesbofobia, racismo, gordofobia e por aí vai... Mas são só eles? Não, os ignorantes que estão no mesmo nível também são assim, mas o pior é que permanece no mesmo erro.

Este post já foi feito faz um tempo, aproveitando ainda o ataque ao tema do enem, vai ter texto falando sobre isso aqui, vai sim!

Quando você insinua que a pessoa age como uma mulher querendo menosprezá-la, está errado, meu caro. Gênero não reflete em personalidade, capacidade física, inteligência etc. Comentam que as feministas são radicais, meu querido, você já estudou ou sabe o que as mulheres passaram até os dias de hoje? Hoje em dia está mais tranquilo mas mesmo assim ainda tem M U I T O machismo espalhado por simples frases/atitudes. Agir como uma mulher é algo ruim? Ser uma mulher é algo ruim? Não, não é.



"Só mulheres fazem isso!" O que só as mulheres fazem? O que só os homens fazem? Vocês estipulam tantos padrões de gêneros que entopem cada ser humano de fazer aquilo que gosta, o que é visto como feminino julgam ser algo sensível, delicado, decente, amoroso etc. Para que tá feio! Quando um homem tem mais afeto pelo outro numa amizade, os outros já rotulam ser "gay" "afeminado" "mulherzinha" etc... Carinho, amizade, personalidade, amor, não é gênero. Não importa se é ele ou ela, é o amor que prevalece.



"Mulheres têm que ser..." "Mulheres têm que fazer..." Amore, mulheres tem que nada, você não é ninguém pra dizer o que as mulheres têm que fazer ou não, o que é correto pra ela ou não. Querem julgar a competência da mulher pra dizer o que ela deve ou não fazer? Migo, stop que tá feio! Digamos, Maria quer se médica e Ana quer ser cantora. Elas não podem fazer isso por quê? É carreira masculina ou é um antro machista que quer ditar padrões? Se Maria quiser fazer aquilo, ela vai fazer e se Ana quiser fazer, ela também vai fazer. Não é você, homem, que vai falar o que é bom pra ela.



"Menina arruma a casa, menino não!" "Menina brinca de boneca e menino carrinho!" A arrumação da casa agora estipula gênero, se a casa for limpa por um menino ela vai desmoronar? Tarefas domiciliares não afetam em nada, menino tem que limpar a casa da mesma forma que a menina. Seu filho não vai "virar" mulher ou se tonar "afeminado/gay" como muitos pais falam, esse pensamento é tão ignorante quanto separar tarefas por gênero. BRINQUEDO É BRINQUEDO, acho que não preciso explicar que da mesma forma que não separa tarefas por gênero, por que separar brinquedo? Cor? Filmes? Desenhos? A criança vai vestir, brincar e assistir o que ela se sente a vontade. "Rosa, menina. Azul, menino" não continuem nessa besteira, cores são cores. A maldade está em você!




"Mulher tem que respeitar o seu marido!" "Mulher tem que ser..." "Mulher tem que ser decente!" Respeito tem que ser em ambos, mulher não precisa respeitar e ser submissa ao marido para manter uma relação amigável/aceitável. As pessoas têm que entender o que é uma relação! Tem briga? Claro que sim, mas discussões leves que não agridam a moral, o psicológico, fisicamente e emocionalmente. Entendam que a base de um relacionamento é o afeto, o carinho e o amor, numa relação de opressão, como terá amor? como terá uma vivência boa? Parem de ditar regras de comportamentos às mulheres, esse seu simples "mulher tem que..." acarreta em muito feminicídio.



Pra vocês que acham que mulher também não reproduz machismo, reproduz sim, mas não a julgo porque ela é vítima de uma sociedade que impôs tanto isso na vida dela, que agora ela segue esses padrões. Mas o que eu não entendo de algumas feministas, é achar que mulheres trans/travestis não são feministas e não podem se "intrometer" na causa. Miga, stop, que ela sofre machismo também! E não pense que você tendo vagina é superior, porque com esse argumento você está declarando explicitamente que seu órgão sexual é o que define, ou seja, você é apenas uma vagina/útero ou seja lá o que for biológico que você tenha em mente. Os gays "afeminados" ou com algum "jeito" que contenha traços femininos sofrem também porque acham que ele é mais gay que os outros, como se houvesse uma tabela de gay... E além de ser uma homofobia com machismo leva ao caso de misoginia, porque se você não tem problemas com mulheres/feminilidade, qual o problema da gay ser linda e maravilhosa?


Vamos parar também de usar palavras femininas como algo pejorativo para ofender alguém! "Piranha!" "Puta!" "Vadia!" "Filho da puta!" "Gorda!" "Mulherzinha!" e por aí vai... Ser gorda não é problema algum, ser vadia também não, ser "puta" também não, sabe o que é um problema ser? Preconceituoso, permanecer na ignorância... 


"Mas na bíblia..." Stop again, porque a partir do momento que o país é laico, ou seja, ninguém é obrigado a seguir sua religião. Pra que você quer usar um discurso de um livro que pra mim não faz diferença alguma? As pessoas usam a bíblia como se ela fosse uma lei e nunca questionam, apenas aceitam e se limitam a pensar, causando mal a si mesmo e ao próximo que não tem nada com a sua religião.


"Mas tudo é machismo!" É sim! Tudo é homofobia! Tudo é lesbofobia! Tudo é gordofobia! ... Sabe por quê? De tanto tapa na cara, de tanto silêncio que permanecemos, de tanta exclusão que sofremos, de todo julgamento, agora que temos a autoconfiança de lutar pelos nossos direitos acha mesmo que vamos nos calar quando alguém nos ofender ou usar algo ofensivo? Não vamos! Porque quem nunca foi oprimido não pode falar sobre como devemos agir no mundo de hoje com as opressões. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Postagens Relacionadas Plugin for WordPress, Blogger...